d

The Point Newsletter

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error.

Follow Point

Begin typing your search above and press return to search. Press Esc to cancel.
  /  Ilustração   /  Doodle faz referência à bandeira do orgulho gay

Doodle faz referência à bandeira do orgulho gay

O Google substituiu ontem (dia 7) seu logotipo habitual por uma bandeira com as cores do movimento LGBT em resposta a advertência do governo russo contra a “propaganda homossexual”. No dia da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, na Rússia, a página inicial da ferramenta de buscas também destacou um trecho da Carta Olímpica em defesa da igualdade.

doodle

A lei russa contra a “apologia” à homossexualidade para menores entrou em vigor no ano passado, provocando uma reação internacional que ameaça prejudicar os esforços de Vladimir Putin para usar as Olimpíadas como uma chance de mostrar a Rússia como um Estado moderno, com grandes avanços desde o fim da União Soviética, em 1991.

A bandeira colorida e a citação da Carta foram uma provocação do Google contra o vice-primeiro-ministro da Rússia, Dmitry Kozak, que advertiu os espectadores e atletas contra a promoção dos direitos dos homossexuais, já que a Carta Olímpica e as leis locais proibiriam protestos em eventos esportivos.

Debaixo da bandeira com as cores do arco-íris, a companhia citou um parágrafo da Carta: “A prática esportiva é um direito humano. Todas as pessoas devem ter a possibilidade de praticar esporte sem qualquer tipo de discriminação e conforme o ideal olímpico, que exige compreensão mútua e um espírito de amizade, solidariedade e ‘fair play'”.

A Campanha dos Direitos Humanos, uma organização de defesa dos direitos LGBT, elogiou o Google por demonstrar solidariedade com os homossexuais russos e com os atletas visitantes.

“O Google mais uma vez provou ser um verdadeiro líder corporativo pela igualdade”, disse o presidente da entidade, Chad Griffin.

Empresas como a operadora AT&T, patrocinadora da equipe olímpica dos Estados Unidos, criticaram a Rússia nesta semana por causa da lei, ampliando a pressão para que outras empresas se manifestem. O Google se recusou a comentar sua iniciativa.

(Fonte: Portal G1)

Publicitário com experiência de 10 anos em Comunicação e Marketing, atuando com foco nas áreas de Criação, Inovação e Design para o mercado de Jogos e Entretenimento. Experiência complementar em Desenvolvimento de Produtos e Marketing Digital. Graduado em Comunicação Social com MBA em Marketing pela ESPM. Vasto conhecimento do mercado de Jogos e Entretenimento e entendimento do comportamento do consumidor infantil e do jogador.

Leave a comment

Add your comment here